3 dicas para deixar de ser ansioso

A ansiedade é o excesso de futuro. Esta frase já famosa reflete muito do peso que a ansiedade tem hoje nas vidas modernas.

As pessoas estão o tempo todo sendo provadas para inúmeros desafios, pessoais e profissionais, convivendo com a cobrança das pessoas e de si mesmas, colecionando frustrações e precisando lidar com todas elas e rapidamente, porque o dia seguinte traz novos desafios.

A ansiedade faz parte da vivência humana

A ansiedade deve fazer parte de tudo isso, é um sentimento ancestral, de preparação psicológica para a caça, as migrações e as batalhas e guerras. Ela acompanha o medo, que também tem o seu papel de forçar o ser humano a planejar, a pensar em estratégias e lidar com o insucesso.

Mas e quando a ansiedade ultrapassa o limite e torna-se algo obsessivo no dia a dia, gerando mal estar e desconforto até em situações imaginárias?

Este sim é uma dos grandes males da civilização atual e que precisa ser controlado, pois além de ser muito prejudicial, desenvolve outros distúrbios ainda mais graves.

O que você pode fazer para deixar de ser ansioso?

Quando falamos de deixar ser ansioso, entende-se de conviver com a ansiedade em um nível que todos nós precisamos e nos acostumamos naturalmente.

O frio na barriga na véspera de uma prova ou uma entrevista de emprego ou o nervosismo antes de um encontro especial nada mais são do que uma reação do organismo à ansiedade da expectativa, de algumas incertezas – e às vezes de um baixa autoconfiança.

E aí deve estar a atenção: se todas as situações geram tanta ansiedade, sua ansiedade pode estar em um estágio que precisa de atenção. Vamos falar de algumas medidas simples, você também pode ver algumas dicas de como aliviar a ansiedade.

01 – Meditação

Esta é uma técnica bastante eficaz para que nosso corpo e nossa mente se conectem em condições de tranquilidade e possam se beneficiar disso.

Existem algumas formas de meditação, você pode encontrar a forma que mais harmoniza com o seu jeito e a sua disponibilidade. Só é importante manter uma rotina, uma quantidade fixa de vezes por semana e em um momento de total pertencimento à meditação, em que nada possa interromper.

A meditação tem a capacidade de mexer com a produção de hormônios responsáveis pelo bem-estar, e que também ajuda a reduzir os níveis de hormônios que alimentam a ansiedade e o estresse. É um positivo jogo de perde-ganha para você.

02 – Dizer não: fuja de responsabilidades que não agregam na sua vida

Estamos sempre assumindo responsabilidades que não podem ser delegadas – a doença na família é uma delas. Mas devemos aprender a dizer não.

O importante é que devemos escolher essas responsabilidades, muitas delas podem e devem ser repartidas, algumas não devem ser suas, outras não precisam ser agora. Enfim, reprogramar sua vida para aceitar o que é realmente necessário e também prazeroso para você, e não deixar que o dia a dia (e algumas pessoas) tome as rédeas da sua vida.

03 – Não se imponha limites e objetivos irrealistas

Uma das grandes causas da ansiedade em nível excessivo é, sem dúvida, criarmos expectativas irreais sobre objetivos e aceitarmos prazos que não podem ser cumpridos – e o pior, sem necessidade.

Se você quer comprar um imóvel novo, por exemplo, pense na forma realista disso acontecer para que cada passo seja dado com alegria e prazer e não sofrimento, pois os riscos existem, mas a decisão de como encarar e somatizar isso é nossa e a crescente de desafios pode repercutir em nossa saúde.

04 – Viva uma vida mais leve

E leve neste caso é a bagagem material mesmo.

Vivemos uma era de consumismo extremo, que impõe ideais de comportamento e de estilo de vida nas redes sociais, nas postagens de felicidade, de uma obrigação social que está sempre implícita na imagem que queremos transmitir pata a sociedade.

Transforme bens, que dão tanto trabalho para alegrias fugazes ou de longo prazo, por experiências e vivências, como as viagens, os simples passeios, uma festinha com amigos apenas para estarem juntos.

São esses prazeres que constroem uma felicidade que irradiamos para as pessoas que queremos e nos querem bem de verdade.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *