Gosta de viajar? Por que não abrir uma empresa de Turismo?

Viajar sem dúvida é uma das coisas mais fascinantes que podemos fazer durante a vida. Sair da casca e conhecer outros lugares, outras culturas e hábitos, crescer pessoalmente e entender mais do mundo e dos desafios diários das pessoas.

Estar em tantos lugares nos dá bagagens cultural e emocional que vão nos fortalecer nos desafios diários. E quando a paixão por viagens, povos, culturas é tanta que poderíamos viver disso?

Por que não abrir uma empresa de Turismo? Por que não apostar na sua paixão para empreender? Vamos falar um pouco sobre este setor que continua sendo promissor e que evolui ainda mais com a tecnologia.

Empreender no que gostamos: primeiro mandamento do sucesso!

Quando lemos listas de recomendações a quem vai empreender, o primeiro item quase sempre é: invista no que você tem afinidade ou invista na sua paixão.

Tem o seu sentido: quando trabalhamos com algo que nos dá prazer de falar a respeito, quando os olhos brilham, vender fica muito mais simples. Você tem convicção, que é o seu melhor advogado. E os clientes percebem e confiam mais.

Empreender com sucesso é ser eficiente com o que gostamos!

Depois de escolher o que gostamos, tudo parece mais simples. E é na verdade, o que não elimina os desafios, só tornam eles menores. Alguns pontos são fundamentais para investir em um negócio, dentre eles uma empresa de Turismo:

Criar um Plano de Negócios

É a hora da paixão virar números, tarefas, metas e prazos. E algumas surpresas boas e ruins. No Plano de Negócios devemos listar tudo que o negócio vai precisar e gerar:

  • Quais os serviços que serão oferecidos?
  • Qual o perfil do público-alvo?
  • Qual a concorrência e como precificar os serviços?
  • Quais os valores de investimento, legalização, capital de giro?
  • Quais as receitas e despesas mensais previstas?
  • Quais as estratégias de marketing físico e digital?
  • Qual o tempo de retorno e lucro esperado

Mais informações serão necessárias, mas pela lista acima, podemos dimensionar a importância deste instrumento para começar todas as ações seguintes.

Defina seu público-alvo. Ele está alinhado com seus serviços?

Certamente você não vai buscar clientes nas classes C e D para vender cruzeiros para o Caribe. Ou clientes na classe A para turismo a preço promocional. Cada público tem as suas possibilidades e vaidades.

É importante conhecer o potencial do público para os seus serviços dentro da região de atuação – principalmente se for uma loja física – e busca-lo quando se tratar de uma agência online.

E uma dica sempre valiosa: oferecer todos os serviços pode tirar o foco do atendimento e acabar desagradando todos os públicos.

Investir muito em Marketing Digital

Milhões (ou bilhões) de pessoas trafegam pela internet todos os dias à procura de todos os produtos e serviços, e Viagens e Lazer é um segmentos mais procurados.

Portanto, sua agência, física e online, deve aparecer nos meios digitais de interação: site/blog, redes sociais e pesquisas em navegadores. Recomendo uma consultoria de Marketing Digital para entender a sua agência, recomendar e executar as ações de marketing que ela precisa.

Cuidados com a Legalização

Toda empresa deve estar devidamente registrada, pois as situações legal e profissional serão algumas das pesquisas que os clientes farão a respeito da sua empresa.

Além dos requisitos gerais (CNPJ, contrato social, licença de funcionamento e outros) existem os itens específicos, como o registro no Cadastur. São vários itens, detalhes, procedimentos, além do dia a dia de obrigações.

Por isso, eu recomendo uma contabilidade online para gerir estes aspectos e deixar você livre para buscar clientes e vender cada vez mais!

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *